Em sessão especial, Comissão Processante aprova o prosseguimento do Processo de Cassação do prefeito municipal de BrumadoA Comissão Processante decidiu pelo prosseguimento do processo de cassação | Foto: Ascom | CMB

Inédito na história política de Brumado, o processo de cassação do atual prefeito municipal, vem sendo conduzido com a maior responsabilidade pela Câmara de Vereadores de Brumado. Após a eleição da Comissão Processante, que é formada pelos vereadores Palito (presidente); Zé Carlos de Jonas (relator) e Ilka Abreu (membra), o rito foi seguido à risca e, nessa segunda-feira (31), foi realizada uma sessão especial da referida comissão, a qual teve início às 18h30m, onde foi decidido, por 2 votos a 1, pelo prosseguimento do processo que pode culminar no impedimento do gestor municipal. Presidida com muita competência pelo vereador Palito, foi feita a leitura dos relatórios, primeiro o de Zé Carlos de Jonas que pediu o arquivamento do processo, mas, em seguida a vereadora Ilka Abreu deu o seu parecer favorável ao prosseguimento, o que foi acompanhado pelo presidente da comissão, ficando assim selada a continuidade do processo que pode resultar ou não na cassação do prefeito Eduardo Lima Vasconcelos.  Em seguida, às 19h30m, foi realizada a sessão ordinária, onde foi dado o conhecimento ao plenário da deliberação do prosseguimento do rito. O presidente da Casa Legislativa, vereador Leonardo Vasconcelos fez questão de ressaltar que a comissão tem sua “vida própria” e que assim que for definido o relatório final será colocado em votação pela cassação ou não do atual gestor, o que tem até 90 dias para acontecer.