Sessão de abertura do Legislativo tem pronunciamento otimista do prefeito municipal e também críticas à sua gestão(Foto: Ascom | CMB)

O retorno dos trabalhos legislativos do ano de 2020 ocorreu na noite desta segunda-feira (03) com a sessão solene da Câmara de Vereadores de Brumado, que contou com a presença do prefeito Eduardo Vasconcelos, do vice-prefeito Édio Pereira. O presidente da Casa Legislativa deu abertura aos trabalhos seguindo o regimento interno, o qual preconiza que o pronunciamento do prefeito municipal deve ser o primeiro a ser realizado. Diante disso, o chefe do executivo brumadense, num tom de alto otimismo citou que a sua administração continuará firme em sua obstinação pela Educação. Ele destacou que foram 10 mil alunos que voltaram às aulas com uma perspectiva ainda mais positiva, já que a meta para o ano é de superar o 6,1% do índice IDEB. O prefeito ainda destacou que o segredo de administrar é saber eleger as prioridades e isso tem sido feito de forma muito proativa, onde o foco está no coletivo, deixando as diferenças ideológicas de lado. E no final também relatou a relação harmoniosa com o vice-prefeito Édio Pereira, que, inclusive, foi nomeado para ser secretário de Esportes e Cultura. Após a fala do prefeito, todos os vereadores se pronunciaram falando de suas expectativas positivas para os trabalhos deste ano, que será um ano diferenciado, já que ocorrerão as eleições municipais. Dois posicionamentos feitos pelos vereadores Lek Cabeleireiro e Zé Ribeiro, porém, destoaram da maioria, pois, apesar de ser uma sessão solene, eles acabaram indo para o lada da crítica à gestão. Aproveitando a presença do secretário de Esportes, falaram da situação, que segundo eles está cada vez pior, do campo em frente à escola Idalina Azevedo, que está trazendo muitos incômodos aos moradores. Eles também citaram outros setores que estariam deficitários como a saúde e a assistência social. Em seguida o vereador Zé Carlos de Jonas saiu em defesa da administração e disse que os avanços são notórios e inquestionáveis e que a oposição só sabe criticar, não reconhecendo as virtudes da administração municipal. Ele também fez questão de dizer que o governo do estado desde o mês de setembro não estaria enviando os recursos para a manutenção da UTI do HMPMN e que o município vem arcando sozinho com as despesas, salvando vidas até de outros