Câmara de Vereadores de Brumado é ressarcida de valores hackeados das contas e bancos envolvidos reconhecem o fato Os valores hackeados da conta da câmara de Vereadores de Brumado são ressarcidos pelas instituições bancárias.

Na manhã desta quarta-feira (04.04.2018) o gerente do Banco do Nordeste comunicou oficialmente ao presidente da Câmara Municipal de Vereadores de Brumado, vereador Léo Vasconcelos que após todas as providências tomadas pela instituição na investigação de invasão de hacker nas contas do legislativo brumadense detectada na data de 28 de março de 2018 foi efetivamente identificada como tendo ocorrida, sendo a transação advinda de Brasília através do Banco Itaú.

Toda a responsabilidade pelo fato foi assumida pelas duas instituições bancárias, sendo que a transferência no valor de R$ 85.000,00 (Oitenta e cinco mil), que com êxito foi bloqueada pelo Banco Itaú já foi devolvida para a conta da Câmara de Vereadores (conforme foto) e a diferença de R$ 10.000,00 (Dez mil reais), que completa o total da transação bancária realizada pelo hacker será assumida pelo Banco do Nordeste, detentor da conta, dentro do prazo legal.

Segundo explicou o gerente da instituição bancária Banco do Nordeste o prazo para a efetiva devolução do valor será de dez dias úteis contados data de 03 de abril de 2018, quando foi assinado o termo de compromisso com o poder legislativo.

Léo Vasconcelos ressalta que: “Para nós é um grande alívio já termos obtido a regularização da situação criada por essa invasão das contas da Câmara, pois temos um grande compromisso com a utilização dos recursos públicos”.

Continua salientando que as instituições bancárias foram também muito responsáveis e buscaram dentro do menor espaço de tempo resolverem toda a problemática. Agradecemos e deixamos um alerta para que a população também tenha muito cuidado para que fatos dessa natureza não venham a ocorrer. “Sabemos que as instituições bancárias muito têm feito para garantir a segurança para todos que utilizam os serviços, mas infelizmente sempre existe aqueles que utilizam de seus conhecimentos para prejudicarem as pessoas de bem”, finalizou Leo Vasconcelos.